Casos de sucesso
Totri e Carvalho Moreira conseguem mais um benefício por incapacidade na justiça

É de conhecimento de todos a penosa tarefa de conseguir uma aposentadoria por invalidez ou um auxílio-doença junto ao INSS.

São perícias intermináveis e muitas vezes humilhantes. Para se ter uma ideia em Sorocaba, por exemplo, apenas 50% dos pedidos de benefícios por incapacidade são aceitos pelo INSS.

O escritório Totri e Carvalho Moreira é muito procurado por segurados que tiveram seus benefícios negados, mesmo havendo a incapacidade para o trabalho, e com a colaboração de todos os profissionais temos obtido sucesso nas ações judiciais, que tratam desse tema.

Além dos profissionais especializados na área jurídica, contamos com a assistência técnica de médicos, que prestam inestimável colaboração, avaliando de forma detalhada e técnica as doenças, sequelas e incapacidades dos nossos clientes.

Em um caso recente, fomos procurados por uma segurada que há anos tentava receber um auxílio-doença, reiteradas vezes negado. Após avaliação preliminar, avalizando a propositura da demanda, tivemos mais um êxito e conseguimos uma aposentadoria por invalidez para essa segurada, conforme ementa da decisão:

PROCESSO Nr: 0005568-25.2012.4.03.6315  AUTUADO EM 18/09/2012

ASSUNTO: 040105 – AUXÍLIO-DOENÇA (ART. 59/64) – BENEF. EM ESPÉCIE/CONCESSÃO/CONVERSÃO/RESTABELECIMENTO/COMPLEMENTAÇÃO

CLASSE: 1 – PROCEDIMENTO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL

AUTOR (Segurado): SIMONE MARTINS DE CASTRO

ADVOGADO(A)/DEFENSOR(A) PÚBLICO(A): SP251591 – GUSTAVO DE CARVALHO MOREIRA

RÉU: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL – I.N.S.S. (PREVID)

PROCURADOR(A)/REPRESENTANTE:

DISTRIBUIÇÃO POR SORTEIO EM 19/09/2012 09:54:31

JUIZ(A) FEDERAL: ANDRÉ WASILEWSKI DUSZCZAK

Diante do exposto, julgo procedente o pedido, nos termos do artigo 269, inciso I, do Código de Processo Civil, para o fim de CONCESSÃO da aposentadoria por invalidez à parte autora. CONDENO, outrossim, o INSS ao PAGAMENTO das diferenças acumuladas, desde a data da concessão da aposentadoria por invalidez (13/06/2012) até  a competência 02/2013. ANTECIPO OS EFEITOS DA SENTENÇA, para determinar ao INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL a imediata implantação do benefício de aposentadoria por invalidez à parte autora, no prazo máximo de 45 (quarenta e cinco) dias. Oficie-se.